Um resgate dos pensamentos e hábitos culturais através de jogos de tabuleiro de diferentes países e antigas civilizações!

Criado pelo escritor brasileiro Egídio Trambaiolli Jr, baseado na Lenda do Rei Artur, cavaleiros escoceses e ingleses tentam conquistar a espada neste jogo abstrato, enquanto as feiticeiras celtas precisam protegê-la. Excalibur é o nome da espada que pertenceu ao Rei Arthur. Segundo as lendas, Excalibur foi forjada em Avalon, a ilha mágica da sacerdotisa Morgana, a dama do lago, localizada ao sul da Inglaterra. Há duas versões sobre como a espada passou a pertencer a Arthur: nas relacionadas a Lancelote e ao Santo Graal, Excalibur encontrava-se cravada em uma pedra e, na outra versão, Excalibur foi dada a Artur por Morgana, a dama do lago. Excalibur só poderia pertencer a alguém de bom coração, com caráter e integridade extraordinários. Quem a conseguisse, seria o futuro rei da Britania, antigo nome da Inglaterra quando do surgimento do conto. Neste jogo, cavaleiros de dois reinos distintos deverão disputar a espada e ao mesmo tempo enfrentar as feiticeiras celtas, entre os pântanos, para terem o direito de conquistar a Excalibur, que se encontra novamente presa à pedra, bem no meio de Avalon. Apenas um verdadeiro herdeiro de Arthur consiguirá realizar tal feito.

  • Certificado pelo INMETRO
  • Feito por mãos 100% brasileiras
  • Conquiste a espada e seja o novo rei da Britânia
  • Cavaleiros escoceses e ingleses  se enfrentam neste jogo

Como jogar:

Um dos poucos jogos para 3 jogadores. No Excalibur, dois jogadores, os cavaleiros do norte (escoceses) e os cavaleiros do sul (ingleses) tem o mesmo objetivo que é conquistar a espada. Mas o terceiro jogador que representa as(os) feiticeiras(os) tem um objetivo diferente pois precisam defender a Excalibur e impedir que os cavaleiros a levem de Avalon. Ainda assim, o jogo consegue ser equilibrado. Cavaleiros e feiticeiras nunca caminham pela mesma trilha e nem no mesmo sentido. Os cavaleiros caminham pelos octógonos e sempre na horizontal ou vertical já as feiticeiras andam pelos quadrados no sentido diagonal. Para conquistar a Excalibur, dois cavaleiros do mesmo reino precisam cercá-la na diagonal. As feiticeiras podem capturar um cavaleiro saltando sobre ele e fazer com que volte para sua posição inicial. Porém, se o cavaleiro for capturado dentro dos limites do pantano profundo, que circunda a excalibur, será eliminado definitivamente do jogo. Se as feiticeiras conseguirem eliminar definitivamente 2 cavalerios de cada reino vencem a partida. E então, aceita o desafio?

Objetivo do jogo:

Os cavaleiros do norte (escoceses) e os cavaleiros do sul (ingleses) tem o mesmo objetivo que é conquistar Excalibur. Porém o terceiro jogador, que representa as(os) feiticeiras(os), tem um objetivo diferente que é defender a espada.

Sobre o autor:

Egídio Trambaiolli é pedagogo com habilitação em magistério e administração escolar, licenciado em Ciências e Matemática, licenciado e bacharel em Química e pós-graduado em Bioquímica. Escreveu seu primeiro livro 1994 e, desde então, não parou. Após 24 anos de estrada, acabou por escrever e publicar 649 obras, dos mais variados temas, da literatura infantil ao romance, dos paradidáticos de matemática aos didáticos de química, dos quadrinhos aos textos de apoio pedagógico, de roteiros a robótica.

Origem do Jogo: Brasil

Ficha técnica:

Idade: a partir de 6 anos
Número de Jogadores: 3
Material: Madeira/MDF
Peso (kg): 1,090
Dimensões fechado (cm) 26 x 21 x 3
Dimensões aberto (cm): 26 x 42 x 1,5
Certificado Inmetro: Registro 01737/2019
Feito por mãos 100% brasileiras

Componentes:

1 tabuleiro em MDF
1 conjunto de 4 peças em madeira: vermelhas, azuis e amarelas.
1 peça em madeira gravada com imagem da espada
Folheto com regras e história do jogo

 

Jogo de Tabuleiro Excalibur - Mitra

R$114,90 R$89,90
Esgotado
Jogo de Tabuleiro Excalibur - Mitra R$89,90

Um resgate dos pensamentos e hábitos culturais através de jogos de tabuleiro de diferentes países e antigas civilizações!

Criado pelo escritor brasileiro Egídio Trambaiolli Jr, baseado na Lenda do Rei Artur, cavaleiros escoceses e ingleses tentam conquistar a espada neste jogo abstrato, enquanto as feiticeiras celtas precisam protegê-la. Excalibur é o nome da espada que pertenceu ao Rei Arthur. Segundo as lendas, Excalibur foi forjada em Avalon, a ilha mágica da sacerdotisa Morgana, a dama do lago, localizada ao sul da Inglaterra. Há duas versões sobre como a espada passou a pertencer a Arthur: nas relacionadas a Lancelote e ao Santo Graal, Excalibur encontrava-se cravada em uma pedra e, na outra versão, Excalibur foi dada a Artur por Morgana, a dama do lago. Excalibur só poderia pertencer a alguém de bom coração, com caráter e integridade extraordinários. Quem a conseguisse, seria o futuro rei da Britania, antigo nome da Inglaterra quando do surgimento do conto. Neste jogo, cavaleiros de dois reinos distintos deverão disputar a espada e ao mesmo tempo enfrentar as feiticeiras celtas, entre os pântanos, para terem o direito de conquistar a Excalibur, que se encontra novamente presa à pedra, bem no meio de Avalon. Apenas um verdadeiro herdeiro de Arthur consiguirá realizar tal feito.

  • Certificado pelo INMETRO
  • Feito por mãos 100% brasileiras
  • Conquiste a espada e seja o novo rei da Britânia
  • Cavaleiros escoceses e ingleses  se enfrentam neste jogo

Como jogar:

Um dos poucos jogos para 3 jogadores. No Excalibur, dois jogadores, os cavaleiros do norte (escoceses) e os cavaleiros do sul (ingleses) tem o mesmo objetivo que é conquistar a espada. Mas o terceiro jogador que representa as(os) feiticeiras(os) tem um objetivo diferente pois precisam defender a Excalibur e impedir que os cavaleiros a levem de Avalon. Ainda assim, o jogo consegue ser equilibrado. Cavaleiros e feiticeiras nunca caminham pela mesma trilha e nem no mesmo sentido. Os cavaleiros caminham pelos octógonos e sempre na horizontal ou vertical já as feiticeiras andam pelos quadrados no sentido diagonal. Para conquistar a Excalibur, dois cavaleiros do mesmo reino precisam cercá-la na diagonal. As feiticeiras podem capturar um cavaleiro saltando sobre ele e fazer com que volte para sua posição inicial. Porém, se o cavaleiro for capturado dentro dos limites do pantano profundo, que circunda a excalibur, será eliminado definitivamente do jogo. Se as feiticeiras conseguirem eliminar definitivamente 2 cavalerios de cada reino vencem a partida. E então, aceita o desafio?

Objetivo do jogo:

Os cavaleiros do norte (escoceses) e os cavaleiros do sul (ingleses) tem o mesmo objetivo que é conquistar Excalibur. Porém o terceiro jogador, que representa as(os) feiticeiras(os), tem um objetivo diferente que é defender a espada.

Sobre o autor:

Egídio Trambaiolli é pedagogo com habilitação em magistério e administração escolar, licenciado em Ciências e Matemática, licenciado e bacharel em Química e pós-graduado em Bioquímica. Escreveu seu primeiro livro 1994 e, desde então, não parou. Após 24 anos de estrada, acabou por escrever e publicar 649 obras, dos mais variados temas, da literatura infantil ao romance, dos paradidáticos de matemática aos didáticos de química, dos quadrinhos aos textos de apoio pedagógico, de roteiros a robótica.

Origem do Jogo: Brasil

Ficha técnica:

Idade: a partir de 6 anos
Número de Jogadores: 3
Material: Madeira/MDF
Peso (kg): 1,090
Dimensões fechado (cm) 26 x 21 x 3
Dimensões aberto (cm): 26 x 42 x 1,5
Certificado Inmetro: Registro 01737/2019
Feito por mãos 100% brasileiras

Componentes:

1 tabuleiro em MDF
1 conjunto de 4 peças em madeira: vermelhas, azuis e amarelas.
1 peça em madeira gravada com imagem da espada
Folheto com regras e história do jogo