Zener é um jogo de lógica e estratégia para 2 jogadores criado por Carlos Seabra, com apoio de seus filhos Genima Pina e Mário Pina Seabra na criação lúdica, em 2017, e lançado pela Mitra em 2018. O desafio principal era o desenvolvimento de uma mecânica lúdica envolvendo um jogo interativo de feedback. A isso somou-se o o conceito de bloqueio das peças ao invés de serem "comidas", trazendo interessantes possibilidades estratégicas e propiciando o desenvolvimento de táticas básicas pelos jogadores. É um jogo que implica em estratégias surpreendentes, onde os oponentes são obrigados a mexer peças segundo o movimento do adversário, envolvendo táticas de bloqueio e planejamento de ataque e defesa. O objetivo é ultrapassar com uma única de suas peças a fileira inicial do adversário. As cartas de Zener foram inventadas pelo parapsicólogo Joseph Banks Rhine, em 1920, como uma fácil e estatisticamente mensurável maneira de teste para PES (percepção extra sensorial), de acordo com métodos científicos, sendo usadas na condução de experiências ligadas à percepção extra-sensorial, principalmente no estudo da clarividência. As cartas originais e as peças deste jogo são constituídas pelos desenhos (na ordem de número de linhas): o círculo, a cruz na forma grega, um trio de linhas onduladas, um quadrado e uma estrela de cinco pontas. 

  • Certificado pelo INMETRO
  • Feito por mãos 100% brasileiras
  • Um jogo de lógica e estratégias surpreendentes
  • Com peças inventadas pelo parapsicólogo Joseph Banks Rhine

Como jogar:

O jogador com as cartas brancas posiciona suas peças voltadas para baixo na primeira fileira. O jogador das cartas pretas coloca as suas peças em seguida, com elas abertas. Em seguida, o das brancas vira-as e para cada correspondência de símbolo igual, na mesma coluna, o jogador das pretas avança-as uma casa adiante. Em seguida, na sua vez, cada jogador tem um movimento obrigatório e outro livre. Obrigatoriamente tem que mover a peça com o mesmo simbolo que o seu adversário moveu por último e em seguida deve mover qualquer outra peça, exceto essa que acabou de mover. As peças deslocam-se sempre uma casa na horizontal ou vertical, nunca na diagonal. Uma peça pode ficar em cima de outra se tiverem os mesmos símbolos bloqueand a debaixo e se um jogador não conseguir fazer o movimento obrigatório por estar com a peça bloqueada, fará então apenas seu movimento livre.

Objetivo do jogo:

Ultrapassar com uma única de suas peças a fileira inicial do adversário.

Sobre o autor:

Carlos Seabra é editor multimídia, criador de jogos, especialista em tecnologia educacional e projetos envolvendo redes sociais, dispositivos móveis, e editoração e produção de conteúdos digitais. Trabalha com desenvolvimento de sites na Internet e material educacional e cultural, livros digitais, audiovisuais, além da criação de jogos digitais e de tabuleiro. Atuou em diversas editoras, como FTD Educação, Melhoramentos, Abril Cultural, na Escola do Futuro da USP e na TV Cultura. Participou de vários cineclubes e associações culturais e de solidariedade, tendo sido presidente da Federação Paulista de Cineclubes, vice-presidente da UBE - União Brasileira de Escritores e diretor de projetos do IPSO - Instituto de Pesquisas e Projetos Sociais e Tecnológicos. É autor de livros e sites de poesia (haicais) e literatura (microcontos), além de materiais didáticos. Nasceu em Lisboa, Portugal, em 1955, e vive no Brasil, São Paulo, desde 1969.

Origem do Jogo: Brasil

Ficha técnica:

Idade: a partir de 8 anos
Número de Jogadores: 2
Material: Madeira/MDF
Peso (kg): 1,080
Dimensões fechado (cm) 26 x 21 x 3
Dimensões aberto (cm): 26 x 42 x 1,5
Certificado Inmetro: Registro 01737/2019
Feito por mãos 100% brasileiras

Componentes:

1 tabuleiro em MDF
5 peças em MDF claras
5 peças em MDF escuras
Folheto com regras e história do jogo

 

Jogo de Tabuleiro Zener - Mitra

R$116,90 R$74,90
Jogo de Tabuleiro Zener - Mitra R$74,90
Entregas para o CEP:

Meios de envio

Zener é um jogo de lógica e estratégia para 2 jogadores criado por Carlos Seabra, com apoio de seus filhos Genima Pina e Mário Pina Seabra na criação lúdica, em 2017, e lançado pela Mitra em 2018. O desafio principal era o desenvolvimento de uma mecânica lúdica envolvendo um jogo interativo de feedback. A isso somou-se o o conceito de bloqueio das peças ao invés de serem "comidas", trazendo interessantes possibilidades estratégicas e propiciando o desenvolvimento de táticas básicas pelos jogadores. É um jogo que implica em estratégias surpreendentes, onde os oponentes são obrigados a mexer peças segundo o movimento do adversário, envolvendo táticas de bloqueio e planejamento de ataque e defesa. O objetivo é ultrapassar com uma única de suas peças a fileira inicial do adversário. As cartas de Zener foram inventadas pelo parapsicólogo Joseph Banks Rhine, em 1920, como uma fácil e estatisticamente mensurável maneira de teste para PES (percepção extra sensorial), de acordo com métodos científicos, sendo usadas na condução de experiências ligadas à percepção extra-sensorial, principalmente no estudo da clarividência. As cartas originais e as peças deste jogo são constituídas pelos desenhos (na ordem de número de linhas): o círculo, a cruz na forma grega, um trio de linhas onduladas, um quadrado e uma estrela de cinco pontas. 

  • Certificado pelo INMETRO
  • Feito por mãos 100% brasileiras
  • Um jogo de lógica e estratégias surpreendentes
  • Com peças inventadas pelo parapsicólogo Joseph Banks Rhine

Como jogar:

O jogador com as cartas brancas posiciona suas peças voltadas para baixo na primeira fileira. O jogador das cartas pretas coloca as suas peças em seguida, com elas abertas. Em seguida, o das brancas vira-as e para cada correspondência de símbolo igual, na mesma coluna, o jogador das pretas avança-as uma casa adiante. Em seguida, na sua vez, cada jogador tem um movimento obrigatório e outro livre. Obrigatoriamente tem que mover a peça com o mesmo simbolo que o seu adversário moveu por último e em seguida deve mover qualquer outra peça, exceto essa que acabou de mover. As peças deslocam-se sempre uma casa na horizontal ou vertical, nunca na diagonal. Uma peça pode ficar em cima de outra se tiverem os mesmos símbolos bloqueand a debaixo e se um jogador não conseguir fazer o movimento obrigatório por estar com a peça bloqueada, fará então apenas seu movimento livre.

Objetivo do jogo:

Ultrapassar com uma única de suas peças a fileira inicial do adversário.

Sobre o autor:

Carlos Seabra é editor multimídia, criador de jogos, especialista em tecnologia educacional e projetos envolvendo redes sociais, dispositivos móveis, e editoração e produção de conteúdos digitais. Trabalha com desenvolvimento de sites na Internet e material educacional e cultural, livros digitais, audiovisuais, além da criação de jogos digitais e de tabuleiro. Atuou em diversas editoras, como FTD Educação, Melhoramentos, Abril Cultural, na Escola do Futuro da USP e na TV Cultura. Participou de vários cineclubes e associações culturais e de solidariedade, tendo sido presidente da Federação Paulista de Cineclubes, vice-presidente da UBE - União Brasileira de Escritores e diretor de projetos do IPSO - Instituto de Pesquisas e Projetos Sociais e Tecnológicos. É autor de livros e sites de poesia (haicais) e literatura (microcontos), além de materiais didáticos. Nasceu em Lisboa, Portugal, em 1955, e vive no Brasil, São Paulo, desde 1969.

Origem do Jogo: Brasil

Ficha técnica:

Idade: a partir de 8 anos
Número de Jogadores: 2
Material: Madeira/MDF
Peso (kg): 1,080
Dimensões fechado (cm) 26 x 21 x 3
Dimensões aberto (cm): 26 x 42 x 1,5
Certificado Inmetro: Registro 01737/2019
Feito por mãos 100% brasileiras

Componentes:

1 tabuleiro em MDF
5 peças em MDF claras
5 peças em MDF escuras
Folheto com regras e história do jogo